segunda-feira, 13 de julho de 2020

ERKIN KORAY

Durante um tempo, frequentei um barbeiro no Centro próximo à casa da minha ex-sogra. O cara era natural do Líbano, e me contou que estava no Brasil já há alguns anos, o que era perceptível, pois ele falava português quase sem sotaque nenhum. Mas ele exaltava seu país de origem e a barbearia era meio temática, com objetos e elementos visuais que remetiam ao Líbano, inclusive uma televisão na qual ele mostrava vídeos de músicos de lá.

Um dia, eu quis "me alugar", como dizem por aí, e comentei com o barbeiro que eu conhecia o músico Erkin Koray, uma espécie de Caetano Veloso do Oriente Médio. O barbeiro parou e ficou me encarando sério em silêncio com a navalha aberta na mão direita. Daí ele disse: "Erkin Koray grande músico, mas Erkin Koray turco, não libanês".

Eu me desculpei e mudei de assunto rapidamente.

Erkin Koray - 1974 - Cemalim


Sem comentários:

Publicar um comentário