segunda-feira, 8 de junho de 2020

RESPEITO COM O OUVINTE
João Cândido Martins

Lá por 2000 e alguma coisa, eu escutava essa música "Child in Time", do Deep Purple, na Rádio Rock de Curitiba (que hoje é uma web rádio). A rádio era ok, tinha uma programação equilibrada, bons apresentadores. Mas eu ficava indignado porque os caras cortavam Child in Time bem na hora do solo de guitarra do Ritchie Blackmore. Tudo bem que a música tem 10 minutos, mas se for pra tocar, então toca inteira. Ou não toca.


Em 2012, eu cheguei a trabalhar um tempo nessa rádio escrevendo notas sobre música e tecnologia para serem lidas entre os blocos musicais. Eu tinha contato direto com o programador, o Beto, já falecido. Um dia, comentei com ele sobre "Child in Time", do Deep Purple e a questão do solo ser cortado. Ele alegou que a música era muito grande pra ser tocada na íntegra e eu retorqui, da forma mais educada possível, que uma rádio que se diz Rock teria de tocar a música toda em respeito ao trabalho dos músicos e em respeito aos fãs. E também em respeito à própria música, que foi concebida com essa duração. Ele não disse nada na hora e acabamos mudando de assunto.


Passados uns dias, eu cheguei como de costume umas 13 horas na rádio, que ficava no Pilarzinho. O Beto, que era um cara super fechado, me recebeu sorrindo. Ele disse senta aí. Na hora pensei, putz, o cara vai me dispensar. Mas daí ele disse: "levei duas horas pra convencer a diretoria, mas no final eles aceitaram. Hoje é aniversário do Ian Gillan (vocalista do Deep Purple), daí a gente resolveu usar isso como gancho pra justificar uma música de dez minutos em plena tarde de segunda-feira. Mas só dessa vez hem?"


Na hora em que a música tocou, a locutora falou sobre o aniversário do Gillan e anunciou que ia tocar "Child in Time". Daí ela disse: "Só na Rádio Rock você confere essa música na íntegra. Rádio Rock: respeito com o ouvinte".


Child in Time (com comentários do tecladista Jon Lord)

https://www.youtube.com/watch?v=soFFTF0kde8





Sem comentários:

Publicar um comentário