terça-feira, 2 de junho de 2020

ÁLBUM DE FAMÍLIA 1
Acervo: João Cândido Martins





Minha família em Santa Quitéria (1977). Em pé da esquerda para a direita: meu avô Eugênio Paulino Martins (pai de minha mãe); minha tia Jesuína de Oliveira (irmã do meu pai); minha tia Lília e minha tia Leony, também filhas de Eugênio; meu tio José (casado com Leony) e duas colegas da minha mãe: a loira, se não me engano, se chamava Teresa Latk e a de vermelho era a Lurdinha. No chão, meu tio Silvio Werpachowski, casado com tia Lília, segurando a mim, de amarelo; outra colega de minha mãe, que não sei o nome; a menina de azul é uma amiga de minha prima, de nome Jaqueline Albuquerque; minha mãe, Lôla, cujo rosto não aparece e meus primos, Cynthia Werpachowskki e Paulo Caetano Martins. Meu pai provavelmente bateu a foto.



Eu e minha mãe por volta de 1978. Vendo essa foto, entendo porque as pessoas diziam que eu parecia com ela.


Momento histórico em Santa Quitéria. O ano deve ser 78 ou 79. O Colégio Paula Gomes, que à época era dirigido pela minha mãe, professora Leonor (Lôla) e pela professora Mércia, venceu a competição entre escolas promovida pelo programa Sílvio Santos. Na foto, aparecem em pé: minha mãe, Lôla; dona Mércia segurando o troféu; um rapaz que, acredito, seja o Soriano, filho de Dona Mércia e mais uma criança e uma adulta que desconheço. No chão, Pedrinho (irmão do Sérgio, que morava ao lado da nossa casa); eu, de braços cruzados; Priscila, filha de Dona Mércia; Joãozinho, também filho de dona Mércia e Sérgio.




Da esquerda para a direita: meu tio José; meu primo Paulo Caetano; no meio, meu avô Eugênio Paulino Martins; meu pai, Vicente de Oliveira Santos e eu. (1978)




Meu avô, Eugênio Paulino Martins, em 1983, tocando o "Minueto" de Paderewski ao violão. Não existiam adaptações da peça pro instrumento e ele resolveu criar um arranjo. Procurando no youtube por versões atuais dessa música ao violão não encontrei nada.

Minueto de Paderewski



Eu e meu pai em frente à nossa casa em Santa Quitéria. 1978 ou 79


Outra reunião de família, entre 79 e 80. Em pé da esquerda para a direita: minha mãe, Lôla, meu tio José, meu avô Eugênio, meus primos Cynthia Werpachowskki e Paulo Caetano, minhas tias Lília e Leony e o casal Izabel e Heriberto Ivan Machado (ele, professor de literatura, pesquisador da história dos esportes no Paraná e afilhado dos meus pais). A menina agachada na cadeira é Ivana, filha de Heriberto e Izabel e o garoto de azul sou eu.

Sem comentários:

Publicar um comentário